Como calcular a idade gestacional?

5 minutos para ler

Os cálculos podem parecer confusos, mas nosso especialista explica como fazê-los

Por Dr. Romulo Negrini, coordenador médico materno infantil da Maternidade Einstein / CRM SP 113 055

​Descobrir a Idade Gestacional pode ser muito confuso, principalmente para os pais de primeira viagem. Semanas ou meses, qual devemos levar em conta? Para deixar tudo mais simples, conversamos com o especialista, Dr. Romulo Negrini. Confira abaixo a entrevista com o médico da Maternidade Einstein: 

Porque calculamos o tempo de gravidez em semanas e não em meses?

A resposta a esta questão é bem simples. Os meses apresentam quantidades de dias variáveis, meses como fevereiro tem menos dias, julho e agosto têm 31 dias. Mas em semanas não há esta variação. Desta forma, o cálculo fica mais preciso para a gestante, família e para os profissionais de saúde.

Como deve ser feito o cálculo para descobrir a Idade Gestacional?

Em geral o cálculo da idade gestacional é baseado na data da última menstruação, conhecida como DUM. Neste caso, é muito simples. Verifica-se a quantidade de dias que se passaram da DUM até o dia do cálculo e divide-se por 7. O valor inteiro, resultado da divisão, é o número de semanas da gravidez e o resto da divisão é o número de dias passados na última semana.

Exemplo: Suponhamos que no dia 05 de fevereiro queira-se saber qual a idade gestacional de uma gravidez em que a gestante menstruou pela última vez em 12 de novembro do ano anterior. De 12/11 a 05/02 passaram-se 85 dias. A divisão de 85 por 7 resulta em 14 com resto de 1, então esta gravidez terá 14 semanas e 1 dia em 05 de fevereiro. 

Lembre-se que a gravidez é contada sempre em semanas de atraso menstrual, mas a concepção de fato ocorre duas semanas após a menstruação. Assim, quando dizemos que uma gravidez tem 38 semanas, passaram-se 38 semanas da última menstruação e o embrião foi gerado há 36 semanas! 

Caso a gestante não saiba a DUM, existe alguma outra forma?

Sim, caso a mulher não saiba a data da última menstruação ou tenha ciclos irregulares, calcula-se o tempo de gravidez pela ultrassonografia (USG). A forma de conta é a mesma, soma-se a quantidade de dias que se passaram da data da ultrassonografia até hoje (dia em que se quer a idade gestacional) e divide-se por 7. O valor inteiro do resultado da divisão é o número de semanas da gravidez e o resto da divisão, o número de dias passados da data do ultrassom. Depois só somar o tempo de gravidez que foi detectado na ultrassonografia.

Exemplo: Em 12 de novembro uma grávida realizou uma USG que mostrou um embrião de 8 semanas e 2 dias e quer saber qual a idade gestacional em que está no dia 05 de fevereiro. De 12/11 a 05/02 passaram-se 85 dias. A divisão de 85 por 7 resulta em 14 com resto de 1, então da data da USG passaram-se 14 semana e 1 dias, que devem ser somadas as 8 semanas e 1 dia que já havia no dia do ultrassom. Assim, a gravidez em 05/02 será de 22 semanas e 2 dias. 

Existem exames para descobrir a Idade Gestacional?

O único exame confiável para a descoberta da idade gestacional é a ultrassonografia, e o ideal é realizá-lo entre 8 e 12 semanas para uma maior precisão. Como o tempo de gravidez é dado pelo tamanho do feto, com o seu crescimento ele vai adquirindo características pessoais: uns ficam maiores, outros menores, o que aumenta o erro da idade gestacional. O erro de uma ultrassonografia em dar o tempo de gravidez, se feita entre 8 e 12 semanas, é de apenas 5 dias, e aumenta com o passar da gravidez para até 3 semanas no final. 

É possível saber a Data Provável do Parto? Como é feito esse cálculo?

A data provável do parto (DPP) ocorre com 40 semanas e 1 dia. Para que se possa calculá-la, utiliza-se a regra de Naegele. Essa regra é uma forma padronizada de calcular a DPP de uma gestante.

Nela, soma-se 7 ao dia correspondente ao da data da última menstruação e retira-se 3 do mês correspondente à data da última menstruação. Por exemplo: se a DUM for 12/11, a data provável do parto será no dia 12+7 e mês 11-3, ou seja, dia 19/08. Se a soma do dia com o 7 ultrapassar 31, parte-se para o mês seguinte, e retira-se então 2 do mês da DUM.

Exemplo: DUM de 30/10 a data provável do parto será 06/08, isso porque 30+7 seria 37, mas esse dia não existe e o ultimo é 31, assim avançamos 6 dias no mês seguinte e retira-se 2 do 10. Sendo o resultado final 06/08.

Parece complicado, mas faça os cálculos e teste, é bem simples!

Saiba mais sobre a Maternidade Einstein, clique aqui.​ 

Posts relacionados