Pneumonia: principais informações

3 minutos para ler

Uma simples gripe pode se tornar pneumonia, uma perigosa infecção dos pulmões

Por Dr. Alfredo Elias Gilio, coordenador da Clínica de Imunização do Hospital Israelita Albert Einstein / CRM SP 34 115

Pneumonia é uma infecção dos pulmões causada por algum micro-organismo.

Os sintomas mais comuns de pneumonia são tosse, febre, dificuldade para respirar e dor torácica (especialmente quando se respira fundo). A tosse pode ser seca (sem produção de catarro) ou produtiva. Neste caso o catarro (expectoração) pode se assemelhar a muco apenas ou então ser purulento, até com manchas de sangue.

Tipos

Quando a pessoa se infecta em casa, durante sua rotina de vida habitual, os médicos chamam de pneumonia adquirida na comunidade. Quando a infecção ocorre no hospital, os médicos dizem que a pneumonia é hospitalar. Caso a pneumonia ocorra em um paciente intubado na UTI os médicos chamam de pneumonia associada à ventilação mecânica. Esta diferenciação é importante em termos de prognóstico.

As pneumonias geralmente são causadas por bactérias, mas outros micro-organismos como vírus e fungos também podem ser agentes causais.

A transmissão não é comum, geralmente o paciente não contamina pessoas saudáveis. Pessoas se contaminam por entrada acidental de bactérias no pulmão (originárias de infecção em outro lugar), como consequência grave de uma gripe ou resfriado e até por engasgamento.

O diagnóstico da pneumonia é feito através de uma consulta médica. Baseado nos sintomas relatados e nos achados do exame físico, o médico pedirá um raio x simples de tórax que mostrará alterações radiológicas compatíveis com pneumonia. A depender da situação, exames de sangue também podem ser solicitados.

O tratamento da pneumonia é feito com antibióticos (quando causada por bactérias). A maior parte dos pacientes com pneumonia adquirida na comunidade poderá ser tratado em casa. Nos casos que necessitarem internação, o antibiótico será feito por via intravenosa. Espera-se que a melhora clínica ocorra após 2 a 3 dias de iniciado o tratamento.

Medidas simples como alimentação saudável e tempo adequado de sono são importantes para o organismo. Uma higiene adequada das mãos também é importante na prevenção de doenças infecciosas. Não fumar é medida essencial em quaisquer doenças respiratórias. Manter o nariz sempre limpo e hidratado e evitar ar condicionado em excesso ajudam no bom funcionamento do sistema respiratório.

A vacinação anual contra a gripe é medida importante de prevenção, assim como as vacinas pneumocócicas, que combatem a bactéria que mais comumente causa pneumonia. As vacinas pneumocócicas fazem parte do calendário de vacinação de rotina da criança. O esquema são duas ou três doses no primeiro ano de vida e um reforço aos 12 meses de idade.

Leia mais
error: Conteúdo protegido!