Descubra se ansiedade causa dor no peito

6 minutos para ler

Por Dr. Marcelo Katz, cardiologista, clínico médico e médico intensivista do Hospital Israelita Albert Einstein/ CRM SP 97439

Cansaço, sensação de esgotamento e dores no peito são sintomas muito comumente associados à ansiedade. E não é para menos: de acordo com dados levantados pela OMS (Organização Mundial de Saúde), o Brasil é o país mais ansioso do mundo. Sendo assim, esse é um problema que faz parte do dia a dia de nossa população.

Mas, afinal, será mesmo que a sensação de dor na região do tórax pode estar relacionada com esse tipo de situação? É isso que vamos descobrir em nossa conversa de hoje!

Nas próximas linhas, você descobrirá se a ansiedade causa dor no peito e aprenderá um pouco mais sobre essa doença. Conhecê-la é essencial para que possamos, assim, ter muito mais qualidade de vida e controle sobre a nossa própria saúde. Boa leitura!

O que é ansiedade?

De modo geral, compreender a ansiedade pode ser um pouco difícil. Ela é um problema confundido e frequentemente está associado com outros distúrbios psicoemocionais, como é o caso da depressão ou do estresse crônico. Por isso, defini-la é o primeiro passo para que a nossa conversa possa ter continuidade.

A ansiedade é caracterizada pela antecipação de sentimentos para eventos que ainda não aconteceram e nem se concretizaram. O paciente ansioso, portanto, convive com receios e temores sobre momentos que ainda se encontram no futuro, seja ele próximo ou distante.

Além disso, a ansiedade pode estar relacionada também com a sensação de perigo associada a tais eventos. Sendo assim, o paciente experimenta sensações muito parecidas com as de um episódio de estresse intenso, ainda que esteja em repouso e seguro.

Ansiedade causa dor no peito?

De acordo com o Dr. Marcelo Katz, da equipe de Cardiologia do Hospital Israelita Albert Einstein, a associação entre ansiedade e estresse pode, sim, fazer com o que o indivíduo experimente sintomas físicos diversos, incluindo as dores no peito.

Essas manifestações são muito comuns e é possível identificá-las a partir de algumas dicas básicas. Para Katz, por exemplo, a dor torácica (em forma de “aperto”, sufocamento ou pressão) de origem emocional é normalmente acompanhada de tremores, dificuldade respiratória e dificuldade para mexer as mãos.

Esse autoconhecimento, no entanto, requer uma certa atenção por parte do paciente. É importante reconhecer quais são os gatilhos para as crises e, assim, evitar confundir um evento de cunho fisiológico com um acometimento emocional.

Como a ansiedade pode afetar o organismo?

A ansiedade, de modo simplificado, pode ser definida como a antecipação das sensações causadas por um evento que ainda não aconteceu, como vimos anteriormente. Sendo assim, o paciente experimenta toda uma sensação de estresse antecipadamente.

O estresse é uma resposta natural de nosso organismo a estímulos como perigos e riscos para a vida. Com ele, o corpo reage produzindo diversas substâncias e realizando ações que têm como objetivo fazer com que possamos reagir a tais situações perigosas e manter a nossa integridade física.

No entanto, quando frequente, o estresse começa a causar danos aos órgãos e às estruturas de nosso corpo devido ao estímulo constante. A ansiedade é uma peça importante nesse processo, já que desencadeia o processo estressante mesmo sem que haja uma situação real de perigo acontecendo no momento.

O que pode ser a causa da dor no peito?

No caso das dores no peito causadas pela ansiedade, a causa não é orgânica, ou seja, não é originada a partir de alguma alteração fisiológica ou estrutural do paciente. Ela vem literalmente das emoções exacerbadas daquele indivíduo, que ocasionam na ocorrência de sintomas reais e físicos.

Outros sintomas comuns da ansiedade incluem sudorese, dores de cabeça, desconfortos gástricos ou abdominais e muitos outros. No entanto, nem sempre a dor do peito tem origem emocional, podendo ser causada por alterações cardíacas ou pulmonares, por exemplo.

Sendo assim, é fundamental que o paciente se conheça bem e que sempre busque o auxílio de um médico quando as dores aparecerem. Apenas assim será possível diagnosticar de fato o que está causando esses sintomas e, claro, dar início a um tratamento adequado para cada caso.

Existe tratamento para a ansiedade?

A boa notícia é que a ansiedade é uma ocorrência perfeitamente tratável por meio de uma série de abordagens diferentes. As mais comuns são a psicoterapia, ou seja, o tratamento feito com o acompanhamento de um psicólogo ou psiquiatra qualificado e especializado no assunto.

Além disso, o uso de fármacos (ou seja, medicamentos) para ajudar o paciente a lidar com esse problema também é muitas vezes indicado. Isso, no entanto, não é tudo: as mudanças no estilo de vida, como a prática de atividades físicas e até mesmo alterações na dieta podem ser ótimas alternativas terapêuticas complementares ao processo de aprender a lidar com a ansiedade.

Para avaliar qual é o melhor caminho a ser seguido, o paciente precisa se consultar com um especialista na área. Apenas assim será possível determinar quais são as melhores estratégias para cada caso! Vale a pena ressaltar que esse é um problema real e que deve ser devidamente tratado para que o indivíduo tenha qualidade de vida.

Quando devo me preocupar com a dor no peito?

Para fechar a nossa conversa de hoje, vamos discutir um pouco sobre sintomas que devem ser levados a sério quando falamos sobre dores na região torácica. Eles incluem:

  • dores acompanhadas de suor frio;
  • dores súbitas e que atingem seu pico máximo rapidamente;
  • dores que envolvem regiões como o braço esquerdo ou o queixo.

Além disso, qualquer tipo de dor que seja completamente nova é um alerta. Em todos esses casos, é essencial que o paciente busque a opinião de um profissional o quanto antes, se encaminhando a um pronto atendimento e marcando, posteriormente, uma consulta com um especialista caso seja necessário.

Como podemos observar, a ansiedade é uma causa direta para uma série de desequilíbrios em nosso organismo. Conviver diariamente com esse problema é um verdadeiro desafio para os pacientes, mas felizmente é possível superar esse obstáculo e, assim, ter uma vida com muito mais qualidade e saúde!

Gostou de descobrir se a ansiedade causa dor no peito e conhecer mais sobre essa doença? Então, que tal ajudar outras pessoas a também terem acesso a essa informação tão importante? Para isso, basta compartilhar este artigo em suas redes sociais!

Leia mais

4 comentários em “Descubra se ansiedade causa dor no peito

  1. Acho q tenho ansiedade leve, moro no interior do estado do Rio de Janeiro e minha filha é medica e trabalha duas vezes na semana no Rio e precisa pegar estrada com toda esta violência na cidade , fico muito ansiosa e tenho insônia. Gostaria de uma orientação, obrigada Rosa

  2. Tenho esse problema a muito tempo é muito ruim dor no estômago vontade de chorar d desistir d tudo, as vezes d nada acordo no meio d noite com falta de ar acendendo todas as lâmpadas com medo de ficar só já cheguei abrir a porta d rua na madrugada com medo d escuro, parece que vou parar de respirar é muito ruim

Os comentários estão fechados.

error: Conteúdo protegido!