Cintas após o parto: estão liberadas?

2 minutos para ler

Acessório pode fazer a diferença na sensação de normalidade pós-parto e na autoconfiança

Por Dra. Romy Schmidt Brock Zacharias e Dr. Romulo Negrini, pediatra e ginecologista do Hospital Israelita Albert Einstein / CRM SP 94 608 e CRM SP 113 055

As mulheres podem usar cintas? Elas funcionam?

As cintas pós-parto não são contraindicadas e as mulheres podem usar normalmente, logo após o parto. Há carência de estudos que comprovem seus benefícios, todavia, elas aumentam a segurança até que o abdomên retome sua rigidez característica, diminuindo a sensação que a mulher fica de “órgãos soltos na barriga”. Também melhora a sensação de desconforto desse período e ajuda a reduzir a medida do abdome.

Acredita-se popularmente que as cintas ajudem a evitar a formação de seromas (acúmulo de líquido no local da cesárea), a fornecer suporte para prevenir dor na coluna e também a retornar o útero ao lugar certo — que é um processo natural e não depende de acessórios.

É preciso tomar cuidado para não utilizar cintas muito apertadas, que possam prejudicar a circulação sanguínea e, em caso de cesárea, não utilizá-las o tempo todo para não comprometer a ventilação do local.

Leia mais
error: Conteúdo protegido!