Tudo o que você precisa saber sobre o ecocardiograma

6 minutos para ler

Quando falamos sobre o coração, muitas palavras vêm à nossa mente: vida, amor, sentimentos. Esse tipo de reação natural nos mostra muito sobre a importância desse órgão, que tem como principal função o bombeamento de sangue pelo organismo, garantindo a oxigenação de todos os nossos tecidos.

Sendo assim, sabemos que precisamos cuidar do coração com muito carinho! Para isso, nada melhor do que realizar exames preventivos que podem detectar possíveis alterações logo em seu início, possibilitando um tratamento muito mais eficiente.

Por isso, falaremos sobre o ecocardiograma. Esse é um exame muito simples, porém efetivo, e que permite o diagnóstico de uma série de problemas ligados ao coração. A seguir, saberemos quais são as suas indicações, como ele funciona e muito mais. Boa leitura!

O que é o exame ecocardiograma? 

Também conhecido como ecocardiografia, o ecocardiograma nada mais é do que uma ultrassonografia feita na região do coração. Ou seja: ele é um exame que utiliza as ondas e frequências relacionadas ao som para obter imagens de nosso coração. Interessante, não é?

Para que você possa entender melhor o conceito, basta pensar, por exemplo, em uma ultrassonografia pré-natal. As imagens obtidas são mais ou menos daquele jeito e o modo como o exame é feito, também.

Quais são os tipos? 

Há vários tipos de exames de ultrassonografia cardíaca além da padrão, que é conhecida como ecocardiograma transtorácico. Veja alguns dos principais:

Ecocardiograma transesofágico

O transtorácico é o que conhecemos como ecocardiograma “comum”. O transesofágico, por sua vez, é feito quando há a necessidade da obtenção de imagens muito mais específicas da estrutura cardíaca.

Ele é feito como uma endoscopia, ou seja, a partir da introdução do transdutor pela garganta do paciente. No entanto, é utilizada anestesia local e não há dor, apenas um leve desconforto.

Ecocardiograma com doppler

O mecanismo doppler é fundamental para que o médico possa identificar como está funcionando o fluxo de sangue dentro das câmaras cardíacas. Esse é o exame que traz imagens coloridas na tela, que representam o caminho que os compostos sanguíneos fazem a cada batida do coração.

Ecocardiograma sob estresse

Normalmente indicado para identificar possíveis doenças coronárias, o ecocardiograma de estresse é feito a partir da administração de medicamentos que alteram ligeiramente os batimentos cardíacos do paciente. No entanto, tudo é feito de modo muito seguro e indolor para possibilitar a avaliação cardiológica.

Para que esse teste serve?

As imagens ultrassonográficas obtidas do coração no ecocardiograma têm uma grande importância diagnóstica para uma imensa variedade de problemas.

Esse exame permite a visualização da morfologia do coração (ou seja, a sua forma, tamanho, dimensões, limites) e também a fisiologia do mesmo (no caso, se as válvulas estão funcionando como deveriam, como é o fluxo sanguíneo no órgão, entre outros detalhes e aspectos).

Sendo assim, o ecocardiograma é uma ferramenta indispensável para o diagnóstico e, claro, tratamento de diversas doenças e alterações. É a partir deles que o cardiologista poderá traçar um plano terapêutico adequado para cada paciente.

Quando é necessário fazer o ecocardiograma?

Os ecocardiogramas são pedidos quando há a necessidade de identificar alterações no coração, especialmente em seu funcionamento. No entanto, isso não é tudo.

Esse teste também é muito importante como acompanhamento de pacientes que já tenham um histórico de problemas no coração, para estadiamento de suas enfermidades ou, simplesmente, como exame de rotina a fim de avaliar se os medicamentos precisam ser ajustados.

Além disso, o ecocardiograma é um importante exame pré-natal e para o bebê recém-nascido, podendo avaliar se existem alterações congênitas, como insuficiência cardíaca (ou seja, que ocorreram com a formação do feto no ventre da mamãe) e, assim, tratá-las desde logo cedo.

Como o exame ecocardiograma é feito?

O exame de ecocardiograma é completamente não invasivo, indolor e não causa qualquer tipo de problema ou risco ao paciente que o fizer. A única ressalva é que a pessoa examinada precisará remover acessórios (como joias) e a blusa. Mulheres podem estar vestidas com sutiãs ou tops sem itens metálicos.

Sua realização é bem fácil. O paciente ficará deitado confortavelmente e um aparelho, conhecido como transdutor, será levemente pressionado na região torácica para a obtenção das imagens cardíacas.

Para que as imagens sejam obtidas com maior clareza, o profissional passará uma espécie de gel na pele do paciente. Ele é gelado, mas não causa qualquer desconforto além de uma leve sensação de frio. O produto não gera nenhum tipo de irritação ou coceira, nem alergias de qualquer natureza.

Quais são os pré-requisitos para fazer um ecocardiograma?

Todas as pessoas podem, tranquilamente, fazer um ecocardiograma transtorácico. Ele é completamente não invasivo e não há contraindicações para a sua realização.

O transesofágico, no entanto, pode não ser recomendado para pessoas que tenham algum tipo de alteração no esôfago ou garganta. Nesses casos, outros exames serão solicitados como substitutos.

Como se preparar para o exame ecocardiograma?

Os ecocardiogramas mais comuns (ou seja, o transtorácico e com doppler) não exigem qualquer tipo de preparo por parte do paciente. Será recomendado que ele siga normalmente a sua rotina sem nenhuma alteração.

Já o ecocardiograma sob estresse e o transesofágico exigem que o paciente se alimente com comidas leves no dia anterior ao exame e vá ao laboratório vestindo roupas leves e bem confortáveis.

Para o transesofágico, há ainda a recomendação de jejum de pelo menos seis horas e de que o paciente vá ao laboratório acompanhado de alguém. Afinal, será utilizada uma anestesia que, mesmo leve, pode gerar desorientação e algum tipo de desconforto após a conclusão do teste. Afinal, todo cuidado é pouco!

Como podemos perceber, o ecocardiograma é um exame fundamental para a saúde do coração. Por isso, consulte-se com um especialista qualificado para que ele possa solicitar os testes necessários e interpretá-los da melhor forma possível, visando sempre ao seu bem-estar e qualidade de vida! Não espere sentir uma dor no peito para agendar sua consulta, certo?

Já que você está interessando em cuidar melhor de seu coração, temos uma dica incrível: faça o download gratuito de nosso e-book sobre hipertensão e conheça mais sobre esse problema que afeta todo o corpo, incluindo o sistema circulatório!

Leia mais