Quais são os músculos do assoalho pélvico?

3 minutos para ler

Composto por três camadas, o assoalho pélvico é responsável por funções importantes. Saiba quais!

​A musculatura do assoalho pélvico é responsável por sustentar os órgãos do assoalho pélvico e controlar funções importantes, como a micção, a evacuação ou a continência de urina e fezes. É composta por 3 camadas:

Conheça as 3 camadas do assoalho pélvico

Camada muscular superior 

Constituída pelos músculos levantadores do ânus e músculo coccígeo. Os músculos levantadores do ânus são divididos em: músculo pubovisceral, músculo puboccígeo e músculo ileococcígeo.

Eles se estendem do púbis ao cóccix e de uma parede lateral da pelve até a outra. Esse é o principal grupo muscular do assoalho pélvico e apresenta dupla função, sustentação dos órgãos pélvicos e deslocamento anterior ou posterior dos órgãos pélvicos, permitindo a abertura ou fechamento da uretra, vagina e ânus.

O músculo pubococcígeo é o principal vetor de força anterior do assoalho pélvico, responsável pelo fechamento da uretra, vagina e ânus e, portanto, parte essencial do mecanismo de continência urinária e fecal. A extensão posterior dos levantadores do ânus é denominada platô dos levantadores, fixa-se na parede posterior do reto, estendendo-se até o cóccix. ​

Camada muscular média 

Composta pelo músculo longitudinal do ânus. Tem orientação vertical e sua contração origina o vetor de força inferior que contribui tanto para os mecanismos de continência (ao angular a uretra e o ânus quando contraído simultaneamente ao músculo pubococcígeo), quanto de micção/evacuação (contribui para a abertura do colo vesical quando do relaxamento do músculo pubococcígeo).

Camada muscular inferior

Composta pelos músculos isquiocavernosos, bulbocavernosos, transverso superficial e profundo do períneo e esfíncter anal externo, cuja função junto com a membrana perineal é ancorar lateralmente a uretra, a vagina e ânus em sua porção mais baixa, promovendo estabilidades a essas estruturas.

A episiotomia, incisão realizada no períneo para facilitar o parto vaginal quando necessário e atualmente pouco utilizada, inclui os músculos bulbocavernosos e transverso superficial do períneo, podendo estender-se até os levantadores do ânus. As cirurgias denominadas perineoplastias envolvem a reaproximação dos músculos bulbocavernosos, transverso superficial do períneo e algumas fibras do esfíncter anal externo.

Portanto, os músculos do assoalho pélvico têm importantes funções, contraem-se para manter a continência urinária e fecal e relaxam permitindo o esvaziamento intestinal e vesical. Contribuem para a sustentação dos órgãos pélvicos e tem uma grande capacidade de distensão para permitir o parto.

Estima-se que 10% das mulheres tem lesão (avulsão) desta musculatura durante o parto, o que compromete a sua função, e as predispõe aos prolapsos de órgãos pélvicos e incontinência urinária/fecal.
A reabilitação da musculatura do assoalho pélvico através de fisioterapia específica é parte essencial do tratamento dessas disfunções de assoalho pélvico.

Quer saber mais sobre esse e diversos outros assuntos? Então inscreva-se em nossa newsletter e passe a receber nossos conteúdos diretamente em seu e-mail!

Leia mais

Deixe um comentário