Começando a praticar exercícios? Saiba a importância da avaliação médica

6 minutos para ler

Procurar um médico antes de começar a se exercitar pode ajudar a evitar diversos problemas, inclusive alguns sérios

Por Dr. Leandro Echenique, cardiologista e médico do esporte do Hospital Israelita Albert Einstein / CRM SP 107 718

Diferentemente do que muitos imaginam, iniciar qualquer esporte sem orientação médica pode ser, além de desaconselhável, uma prática perigosa — especialmente para quem está em idade mais avançada, sedentário ou tem histórico familiar de doenças crônicas.

Por isso, criamos esta postagem para te ajudar a começar uma prática de exercício físico de maneira segura. Continue a sua leitura até o final!

Qual é a importância de realizar uma avaliação médica antes da atividade física?

Apesar de os exercícios serem fundamentais para a saúde, seu início de maneira abrupta pode ocasionar sérios problemas — que podem ir de dores nas articulações e em várias regiões do corpo até casos mais graves, como infartos e outras condições clínicas que podem levar ao óbito.

A avaliação médica tem como principal objetivo a análise das condições físicas do paciente, que pode ou não estar apto à prática esportiva. Durante essa etapa, o médico responsável investigará a saúde do indivíduo e buscará por problemas que possam limitar ou colocar em risco a sua saúde.

Após o resultado dos exames, o médico pode alertar sobre as limitações ou, até mesmo, impedir o início das atividades até que o quadro de saúde seja estabilizado ou totalmente solucionado.

Vale ressaltar que, em alguns casos específicos, o paciente pode não sentir nenhum problema, mas pode apresentar o indício de alguma anormalidade em seus exames clínicos. Portanto, o acompanhamento médico é essencial para assegurar a sua integridade.

A avaliação médica é só para atletas?

A avaliação médica é necessária para todos aqueles que praticam algum esporte, seja ele amador, profissional, competitivo ou de forma puramente recreativa nos fins de semana ou em períodos específicos do ano.

Todos devem seguir recomendações profissionais antes da atividade física para preservar a sua saúde e não correr nenhum risco durante ou após qualquer atividade física, seja ela de alta intensidade ou não. Sendo assim, os atletas também estão inclusos nessas recomendações.

O que deve ser avaliado antes de iniciar uma atividade? Como é o check-up esportivo?

O check-up começa com uma simples consulta médica, na qual será feita uma anamnese básica perguntando sobre o seu histórico de saúde pessoal. Sintomas atuais deverão ser mencionados nessa primeira etapa.

Posteriormente, surgirão perguntas sobre o seu histórico de saúde familiar, em que deverão ser informadas as doenças e condições clínicas presentes na sua família — normalmente, as perguntas principais são direcionadas para doenças cardíacas e casos de morte súbita.

Em seguida, um exame físico completo é realizado. A pressão arterial é aferida, assim como a ausculta do coração e dos pulmões. A análise osteomuscular também pode ser feita pelo seu médico, especialmente se você já sente dor em alguma articulação ou região do corpo.

Por fim, exames clínicos como eletrocardiogramas podem ser prescritos para que seja feita uma análise mais profunda da saúde do seu coração — essa é uma ferramenta valiosa no momento de uma avaliação física para atividades esportivas.

Se tudo estiver normal, o paciente é liberado para prosseguir com o seu esporte. Orientações básicas sobre como obter benefícios com as atividades físicas podem ser também fornecidas pelo seu médico, assim como algumas orientações nutricionais.

No caso do apontamento de alguma doença ou anormalidade, mais exames complementares podem ser necessários para a conclusão de um diagnóstico e futura definição sobre o início da sua prática esportiva.

A avaliação pode impedir a prática de alguma atividade?

Respondendo de maneira simples, sim. Ao encontrar alguma doença cardíaca, por exemplo, o paciente deverá passar por algum tratamento médico prévio e específico para que ele possa retomar os seus treinos com a devida segurança. Além dos casos cardíacos, outras doenças também podem afastar definitivamente o atleta das suas atividades esportivas.

O ideal é conversar com o seu médico e entender um pouco melhor sobre o seu caso para que seja traçado um plano realista e eficaz para o retorno ao seu esporte preferido.

Qual é a frequência para acompanhamento médico?

A princípio, a avaliação médica completa deve ser realizada anualmente. A única exceção é quando ocorre um novo sintoma ou o surgimento de algum problema mais grave, que impossibilite o conforto e o bem-estar durante a prática esportiva.

Sentir tontura, dor no peito, dificuldade para respirar, entre outros: esses são sinais claros do seu corpo de que algo está errado. Portanto, não deixe de realizar a sua consulta para investigar as causas desses problemas.

Seguindo essas recomendações, você mantém a sua segurança e pode aproveitar todos os benefícios e o lazer das atividades físicas de maneira despreocupada.

Não se esqueça de que, para evitar lesões, é importante escutar o seu corpo e ter acompanhamento profissional, seja na musculação, na natação ou em qualquer outro esporte da sua escolha.

Também é importante não exagerar no início e ir progressivamente aumentando a intensidade dos exercícios. Por fim, entenda que a nutrição também é um aspecto essencial para a sua qualidade de vida e algumas alterações devem ser levadas em consideração para suprir a sua nova demanda energética.

Gostou de entender sobre o ato de praticar exercícios após a avaliação médica? Curta a nossa página no Facebook e tenha acesso a outros conteúdos semelhantes!

Leia mais
error: Conteúdo protegido!