502 Bad Gateway

'; rockAnalyticsScript_V2.setAttributeNode(website); var host = document.createAttribute('data-host-url'); host.value = 'https://apidev.analytics.rockcontent.com'; rockAnalyticsScript_V2.setAttributeNode(host); document.body.appendChild(rockAnalyticsScript_V2); } });

O câncer pode “voltar”? Qual a chance? Por que retorna?

2 minutos para ler

O câncer pode voltar mesmo após um tratamento correto, com cirurgia, radioterapia e/ou quimioterapia. O risco da doença retornar depende do tipo do tumor, pois existem tumores com chances maiores de voltar do que outros, e do tamanho do tumor ao ser diagnosticado, também chamado de estadiamento.

Por Dr. Diogo Bugano , oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein/ CRM SP 139 559

Como eu tenho certeza que o câncer não “voltou”?

A certeza de que o câncer não voltou vem com o acompanhamento. Caso após 5 anos o paciente continue bem e tenha os exames todos normais, sabemos que o câncer não voltou

Quando o câncer “volta” é sempre no mesmo lugar?

Não necessariamente. Existem tumores com uma tendência de voltar sempre no mesmo lugar. Outros, já têm maior risco de voltar em outras partes do corpo. 

Como a doença “espalha”?

Esse é um processo complexo e a cada ano aprendemos melhor como funciona, para poder combatê-lo melhor. Em geral são necessárias 2 etapas: as células tumorais devem conseguir atingir outros órgãos (em geral levadas pelos vasos linfáticos, pelo sangue ou simplesmente crescendo localmente) e, ao chegar neste novo local, devem resistir aos mecanismos de defesa do corpo, que identificam aquela célula como doente e tentam destruí-la.

Este processo acontece antes de o tumor ser retirado ou tratado com radioterapia. Assim, quando parece que a doença “voltou” após uma cirurgia, na verdade ela sempre esteve lá, mas era muito pequena e não era vista pelos exames.

Quanto tempo após tratar um câncer para estar curado?

Como cada tumor é diferente, isso muda para cada doença. Porém, em geral, após 5 anos de seguimento os pacientes são considerados curados. 

Qual acompanhamento precisa ser feito?

O acompanhamento vai depender da cada tumor. Em geral envolve consultas médicas, exames de sangue e de imagem, como a tomografia. O acompanhamento é mais próximo nos primeiros anos após o tratamento e vai ficando menos frequente com o passar do tempo

Leia mais

4 thoughts on “O câncer pode “voltar”? Qual a chance? Por que retorna?

  1. Boa tarde. Meu nome é Maritza e estou escrevendo porque há mais ou menos 15 dias a minha mãe está hospitalizada com prolapso retal e hérnia umbilical que estava encarcerada, mas foi reduzida e posteriormente apresentou infecção e ascite. Sendo que no dia 30/01/2020 ela retirou 2 litros de liquido amarelado (quase mostarda), do cavidade abdominal e foi enviado para exame e o mesmo veio com negatividade para celulas neoplásicas. Daí o cirurgião fez ontem dia 03/02/2020 uma laparotomia e corrigiu a hérnia com sutura muscular sem colocar a tela. E o mesmo informou que retirou 9 fragmentos da parede do abdômem para fazer biópsia. Então o mesmo disse que 90% de chance de ser “Câncer”. Estou muito insegura quanto a esse pré-diagnóstico, e gostaria de obter alguma luz sobre esse relato. Ficarei no aguardo se puder. Tenho medo da medicina no MT, mas como não podemos ir para São Paulo, tomei essa iniciativa para perguntar. Se puderem me responder ficarei imensamente agradecida.

  2. Achei muito objetivo, muito bem explicado todas as explanações nos diversos setores e áreas da saúde e ficaria grato em receber informações a respeito, principalmente sobre câncer de próstata, pois com 80 anos fui diagnosticado com este tipo de câncer,, fui tratado há dois anos e meio , com ótimos profissionais e meu PSA TOTAL DE 13 DESCEU PARA 0,9, porém o mesmo voltou e ultimamente vem aumentando muito rapidamente e está em 4,9 , isto significa q o câncer está voltando. Antecipo agradecimentos pela resposta.

Os comentários estão fechados.